quarta-feira, 24 de julho de 2013

Você tem um café suspenso?



Entramos num pequeno café com um amigo meu e fizemos o nosso pedido. Enquanto estamos a aproximar-nos da nossa mesa duas pessoas chegam e vão para o balcão:
 - "Cinco cafés, por favor. Dois deles para nós e três suspensos.
 Eles pagaram a sua conta, pegaram em dois e saíram. Perguntei ao meu amigo:
- "O que são esses cafés suspensos?"
O meu amigo respondeu-me:
- "Espera e vais ver."
Algumas pessoas mais entraram. Duas meninas pediram um café cada, pagaram e foram embora. A ordem seguinte foi para sete cafés e foi feita por três advogados - três para eles e quatro "suspensos". Enquanto eu ainda me pergunto qual é o significado dos "suspensos" eles saem. De repente, um homem vestido com roupas gastas que parece um mendigo chega na porta e pede cordialmente:
- "Você tem um café suspenso?"
Resumindo, as pessoas pagam com antecedência um café que servirá para quem não pode pagar uma bebida quente.
Esta tradição começou em Nápoles, mas espalhou-se por todo o mundo e em alguns lugares é possível encomendar não só cafés "suspensos" mas também um salgado, lanche ou refeição inteira.
Partilhem no sentido de divulgar esta ideia.


quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Episódios 1 ao 5 - Arashi no Yoru Ni - Himitsu no Tomodachi


Episódios


Episódio 01

Resolução: 720p [HDTV]
Formato: MKV / MP4
Tamanho: 212.3 MB / 85 Mb
MKV: AQUI / AQUI
MP4: AQUI AQUI


Episódio 02

Resolução: 720p [HDTV]
Formato: MKV / MP4
Tamanho: 192.9 MB / 85 MB
MKV: AQUI 
MP4: AQUI 

Episódio 03

Resolução: 720p [HDTV]
Formato: MKV / MP4
Tamanho: 243 MB / 83 MB
MKV: AQUI
MP4: AQUI / AQUI

Episódio 04
Resolução: 720p [HDTV]
Formato: MKV / MP4
Tamanho: 491 MB / 93 MB
MKV: AQUI / AQUI
MP4: AQUI

Episódio 05
Resolução: 720p [HDTV]
Formato: MKV / MP4
Tamanho: 225 MB / 92 MB
MKV: AQUI / 
AQUI
MP4: AQUI / AQUI

Música

Tudo na vida é música, o cantar dos pássaros, água da chuva caindo no telhado, o vento balançando as folhas, as rosas enfeitando os jardins, o riso de uma criança, um gatinho miando, um cachorrinho latindo de alegria.

Na natureza tudo é música, sons de felicidade.

A música está em tudo que é bom.

A música nos acompanha em todos os momentos de nossas vidas.

Música para ninar, música para dançar, música para nos ajudar a orar.

Música suave para manter-nos calmos nas horas díficeis.

A música representa a felicidade com certeza.

Sejam felizes.

A música dos anjos os acompanham.

De um amigo aos amigos da Fraternidade.

Mensagem recebida pelo Grupo de Estudos
da Psicografia da Fraternidade Francisco de Assis



quinta-feira, 14 de junho de 2012

Mal-entendido sobre a natureza da realidade




Mudar o modo de ver o mundo não é ter um otimismo ingênuo ou uma euforia artificial com intenção de contrabalançar a adversidade. Enquanto formos escravos da insatisfação e da frustração que surgem da desordem que domina a nossa mente, será tão inútil dizer a si mesmo “Sou feliz! Sou feliz!”, muitas e muitas vezes, quanto seria repintar um muro em ruínas.

Buscar a felicidade não é olhar para a vida através de óculos cor-de-rosa ou cegar-se para a dor e as imperfeições do mundo. Nem é a felicidade, tampouco, um estado de exaltação que deva ser perpetuado a qualquer custo; mas, sim, um processo de purgar as toxinas mentais, como o ódio e a obsessão, que envenenam a mente. É também aprender como colocar as coisas em perspectiva e reduzir a distância entre as aparências e a realidade.

Para esse fim, devemos adquirir um conhecimento melhor sobre como a mente funciona e ter uma percepção mais precisa sobre a natureza das coisas, pois, no sentido mais profundo, o sofrimento está intimamente ligado a um mal-entendido sobre a natureza da realidade.

Foto: "Irradie amor, carinho e simpatia. Não guarde seus tesouros espirituais, pois, quanto mais alegria e amor espalhares, mais feliz será."Matthieu Ricard (França, 1946 ~):

terça-feira, 12 de junho de 2012

A paciência.

Paciência é uma virtude e uma força também. Paciência diz que a jornada de mil milhas começa com um único passo e que nós temos que dar um passo de cada vez. A paciência nos ensina a não se apressar. Sabendo que há uma razão e uma estação para tudo o que nos permite sorrir para os desafios, percebendo que há uma resposta para cada problema.E mesmo que não podemos vê-lo, ainda não há consciência de que dentro de cada crise é uma oportunidade.

Somente quando encontramos a tranqüilidade em nossas próprias mentes, podemos começar a ouvir o nosso mestre interior, para que possamos receber alguma revelação. Somente quando estamos prontos para reconhecer e valorizar a sabedoria que carregamos no âmago de nosso ser nos voltaremos nossa atenção para dentro e 'ouvir'. Mas tem sido um longo tempo desde que realmente ouviu, então um pouco de prática e paciência será necessária. Sente-se, ficar quieto e ouvir em algum momento hoje e você pode ser surpreendido com o que você ouve. Em seguida, fazê-lo novamente amanhã. Tudo que você precisa fazer é lembrar que você é o ouvinte e não o ruído.



segunda-feira, 7 de maio de 2012

Mente clara, apenas assim.

 A natureza original não tem opostos. Discurso e palavras não são necessárias. Sem pensamento, todas as coisas são exatamente como são. A verdade é bem assim.
Então por que usamos palavras? Por que fizemos este livro?
Segundo a medicina oriental, quando você tem uma doença quente, deve tomar um remédio quente. A maioria das pessoas é muito apegada a palavras e à fala. Então curamos essa doença com remédio de palavras e fala.
A maioria das pessoas tem uma visão iludida do mundo. Elas não o vêm como ele é; não compreendem a verdade. O que é bom, o que é ruim? Quem faz o bom, quem faz o ruim? Eles se agarram a suas opiniões com toda força. Mas a opinião de cada um é diferente. Como você pode dizer que sua opinião é correta e a de outra pessoa, errada? Isso é ilusão.
Se quiser compreender a verdade, deve deixar ir sua situação, sua condição e todas suas opiniões. Então sua mente estará antes dos pensamentos. “Antes dos pensamentos” é a mente clara. A mente clara não tem nenhum dentro e nenhum fora. É apenas assim. “Apenas assim” é a verdade.

“Dropping Ashes on The Buddha”, introdução
Seung Sahn (Coréia do Sul, 1924 ~ 2004)



quarta-feira, 25 de abril de 2012

Pratique a bondade.

Pratique a bondade.
Deus não tem nenhuma religião.


terça-feira, 24 de abril de 2012

Ogum, meu pai!


Ogum, Meu Pai.
Quando não há como lutar sozinho, lute comigo
Quando me sentir isolado, venha ao meu lado e seja meu amigo
Quando me fecharem as portas, abra meus caminhos
Quando me cercarem com os dragões da maldade, me dê a tua espada para que possa vencê-los
Mostre a meus inimigos que junto a tí não há como temê-los.
Amém!



quarta-feira, 18 de abril de 2012

A benção da generosidade


Dzongsar Khyentse Rinpoche (Butão, 1961 ~)

Há um motivo porque, quando aprendemos as seis perfeições, a generosidade sempre vem primeiro. Como seres humanos, somos tão impacientes: queremos gratificação instantânea, felicidade instantânea, resultados instantâneos.
Com frequência, ouvimos: se você for generoso, no futuro será rico. Mas essa é apenas uma maneira bem simplista de explicar as coisas. Se você realmente refletir em profundidade sobre a prática da generosidade, verá que ela não apenas causa felicidade futura, a própria prática é felicidade instantânea.
Quando pede-se a crianças novas que deem algo, elas dão com tanta alegria! Dar faz parte do que elas são. Mesmo que muitos de nós tenhamos propósitos ocultos ao darmos presentes, o ato de dar ainda traz uma alegria e satisfação.
Você pode ser generoso e deixar as pessoas saberem que é você que está fazendo a doação e assim ficar feliz. Ou pode realizar atos de generosidade sem ninguém saber. Frequentemente, sua alegria vai aumentar ainda mais se você manter sua generosidade em segredo.
E, obviamente, não é preciso explicar que se a generosidade estiver acompanhada pela sabedoria da não-dualidade, esse é o ato supremo dos bodisatvas. Então, é bem compreensível que, de todas as perfeições, a generosidade seja ensinada primeiro. Ela nos dá instantaneamente a benção da alegria.
Quando alguém é generoso conosco, nos sentimos tão tocados; e nos regozijamos nessa generosidade. O mesmo deve acontecer quando somos generosos com os outros.


quinta-feira, 12 de abril de 2012

Motivo de adquirir coisas


Kangyur Rinpoche (Tibete, 1898 – Índia, 1975):

De todos os bens da prosperidade, o contentamento é supremo,
Disse aquele que ensinou e guiou deuses e homens.
Então esteja sempre contente; se você sabe isso
E não tem bens, a verdadeira riqueza encontrou.

Nagarjuna (Índia, séc. II), “Carta a um amigo”

De todas as coisas valiosas que existem, como ouro e prata, exatamente a maior riqueza é estar contente e ter pouco desejo por tais coisas, como o mestre dos deuses e humanos, o Buda Bhagavan, declarou no “Sutra requisitado por Surata”:
Para aqueles que são sempre generosos
Embora não tenham um único punhado de comida,
A maior riqueza na terra é verdadeiramente deles,
Assim foi ensinado por aqueles de visão perfeita.
Então, em todas as circunstâncias, esteja contente. Quando você vivencia o contentamento, mesmo se não possui um pouco de ouro ou outras coisas valiosas, será rico de verdade, porque, uma vez contente, você chegou exatamente ao motivo de adquirir coisas.



quinta-feira, 5 de abril de 2012

terça-feira, 27 de março de 2012

Irmãos moradores


Aqui no meu bairro tem dois moradores de rua que são irmãos de sangue e dormem há 2 meses na porta da antiga igreja "Menino Deus" do Jd Vl Formosa aqui de São Paulo.


Minha prima Fabizinha, do centro "Caminho da Luz", veio trazer para o "Projeto Aruanda" maravilhosos panetones que sobraram da ONG onde frequenta para enviarmos aos irmãos necessitados que tenho contato. Lógico que encaminhei a 
esses dois rapazes que venho comentar.


Aproveitando o meu primeiro contato, faço perguntas aos dois irmãos que comiam os panetones velozmente sobre família, trabalho, de onde vieram, o que procuram, documentos, se querem trabalhar etc. Eles respondem com um coração metade honesto e metade medo.



Descubro neles mais uma fraqueza que todos nós temos, o resgate familiar.
Mesmo com familiares por perto, pessoas preferem morar nas ruas para poder lidar melhor com a vivência obrigatória de seu resgate familiar.
São traumas, ressentimentos e sentimentos a flor da pele que o coração e mente fraquejam diante das provas. Cada um no seu grau evolutivo, mas todos passam por isso.


Vem em minha mente projetos que posso fazer para levá-los ao trabalho. Falando no plural mas pensando somente nesses dois rapazes irmãos. Como um diarista, talvez. Eles podiam trabalhar em lavouras, sítios, chácaras que tenho tido contato ultimamente, carpir, plantar, ENSINAR a lidar com o mundo novamente sem forçar nada sobre religião, mas a artimanha de ensiná-lo a ter disciplina, trabalho, respeito o coração volte a obter a brisa do amor.


- Bom, preciso amadurecer as idéias, que quanto mais pensamos em ajudar, algo favorece um caminho para nossa mente guie a esses passos.
- Quem sabe eu possa ajudá-los!?!
Tentei alguns contatos, mas a desconfiança e preconceito com pessoas que chegaram a esse estado da vida são grandes, até para mim mesmo.
- Como poderei colocar uma pessoa que não conheço dentro de nosso sítio que mora minha mãe e minha vó sem eu estar lá protegendo-as?
- Como confiar em um desconhecido, se ele pode agredir meus entes queridos.
- Como confiar em você, Pai Maior, se a Terra nos dá medo de acreditar em humanos?


Não é minha fé que está em jogo. É o tabuleiro que tenho jogado nessa vida.
Amos meus Orixás, meus santos e guias, meus protetores e meus guardiões sem mesmo conhecê-los.
É deles que vem minha força, tudo dentro de nós mesmos.


Viemos à Terra lidar com pessoas, com famílias, com sofrimento, não quero prejudicar a minha família. Eu quero abrir uma porta de luz, mas ao mesmo tempo deixo destrancada uma porta no escuro, não sei o que pode sair dela, nem eu mesmo sei o que tem lá. 
De uma coisa eu tenho fé e acredito. Ninguém está desamparado.
Carregue seu axé no peito e confie em seu Deus.
Quem sabe num futuro próximo eu possa dar meu testemunho de uma pessoa que se levantou na vida por eu ter dado uma chance a ela.
Fé!









sexta-feira, 23 de março de 2012

Momentos

"É exatamente disso que a vida é feita, de momentos. Momentos que temos que passar, sendo bons ou ruins, para o nosso próprio aprendizado. Nunca esquecendo do mais importante: nada nessa vida é por acaso. Absolutamente nada. Por isso, temos que nos preocupar em fazer a nossa parte, da melhor forma possível. A vida nem sempre segue a nossa vontade, mas ela é perfeita naquilo que tem que ser." 


Chico Xavier





quinta-feira, 15 de março de 2012

O bem não morre!


Nunca se canse de trabalhar a favor do bem. Mesmo que pareça estar sozinho, continue na sua luta pela consolidação do bem. O bem não morre, não desaparece nem pode ser vencido. O bem é o estado original de todas as coisas, sendo o mal apenas um desvio no curso natural da vida. O mal, um dia, se acaba, mas o bem, uma vez estabelecido, não desaparece jamais. O mal é ilusão; o bem é a verdade que unirá os homens, porque só pratica o bem aquele que traz o coração pleno de luz e amor.


 


Por Mônica de Castro

Apoio: Gráfica Arte & Cor

Compartilhe

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...